Conteúdo patrocinado

Rafael Paschoalin, piloto da Yamaha, conta que lubrificante usa na sua moto

Piloto Yamaha Rafael Paschoalin não economiza no óleo: “Sempre uso Yamalube”

Único piloto brasileiro especialista em corridas de rua, Paschoalin confia no óleo desenvolvido pela Yamaha para o motor de suas motos.

A carreira do piloto brasileiro Rafael Paschoalin é marcada por determinação, ousadia e pioneirismo. Afinal, o paulista de 34 anos pilota motos desde os 7 anos de idade e é o único brasileiro a ter disputado a lendária – e perigosa – prova Tourist Trophy da Ilha de Man, uma das corridas mais antigas do motociclismo mundial, realizada desde 1907 numa pequena ilha britânica. E não foi uma vez só: foram três oportunidades.
Mas o TT da Ilha de Man não foi o único desafio na carreira de Paschoalin. Ele também já participou da North West 200 milhas, outra corrida realizada nas estradas da Irlanda do Norte, e do temido GP de Macau, na China. Provas que lhe renderam o título de único piloto brasileiro especialista em corridas de rua.

Desde 2016, Rafa persegue outro título: o de campeão da corrida de subida de montanha Pikes Peak, realizada anualmente no estado do Colorado, nos Estados Unidos. Ao guidão de uma Yamaha MT-07, Paschoalin conquistou um feito inédito: o segundo lugar na categoria Middleweight (para motos até 850 cc) em 2017. Neste ano, disputou a prova novamente, mas agora com uma Yamaha MT-09 e garantiu a terceira colocação.

Em 2018, outro feito inédito: ele participou pela primeira vez do Rally dos Sertões, a maior prova off-road do Brasil. Ao guidão de uma Yamaha TT-R 230, Paschoalin disputou a categoria “selfie”, na qual somente o piloto pode fazer manutenção de sua moto. Apesar das dificuldades, Rafa levou sua Yamaha de Goiânia (GO) a Fortaleza (CE), completando o difícil rally.

Se nas pistas Paschoalin se arrisca, quando o assunto é a manutenção de suas motos de competição ele recorre à tecnologia avançada dos óleos Yamalube. “Eu não economizo com óleo. Uso Yamalube porque é o melhor para as minhas motos”, explica.

Atualmente, Rafa pilota a naked MT-07 no Campeonato Superbike Brasil, onde participa como convidado para treinar para as competições de corrida de rua. “Originalmente, o bicilíndrico da MT-07 produz 75 cv, mas como minha moto é preparada, o motor tem comando mais bravo, gira mais alto e produz mais de 100 cv de potência”, conta o piloto.

Para garantir o bom desempenho nas pistas, Paschoalin opta pelo lubrificante 100% sintético Yamalube RS4GP 10W40. Sua fórmula exclusiva maximiza a aceleração e a potência do motor. Tudo o que o piloto precisa para ser vencedor nas pistas, onde um segundo pode fazer a diferença. Por isso que o Yamalube RS4GP tem a mesma tecnologia da equipe Yamaha de Valentino Rossi na MotoGP. “Não economizo em óleo. Escolho o RS4GP porque sempre estou buscando a melhor performance nas pistas”, revela.

 

Coach de pilotagem

Paschoalin também dá clínicas de pilotagem e oferece o trabalho de coaching para outros pilotos e motociclistas. Nessas tarefas, ele utiliza outras duas motos Yamaha: a naked MT-03 e a off-road TT-R 230. “Com a MT-03 eu trabalho o posicionamento sobre a moto com meus alunos e também o traçado na pista. Já a TTR-230 eu uso para dar aulas na pista de dirt-track”, conta o piloto.

Mesmo nessas duas motos de menor capacidade, Rafa confia no lubrificante Yamalube semissintético 10W40 para garantir proteção no uso extremo. “Respeito o que diz o manual do proprietário de cada modelo e realizo as trocas nos intervalos indicados para garantir que minhas motos estejam sempre em ordem”, conta ele. Quando chega a hora de trocar o óleo, Rafa também substitui o filtro de óleo e limpa o filtro de ar para garantir vida longa aos motores.

“Se a Yamaha, que projetou e produz o motor da moto, desenvolveu um óleo específico para qualquer moto, não só da sua marca, eu opto pelo Yamalube. Afinal, a fábrica é a maior interessada que seus motores tenham melhor rendimento e maior durabilidade”, ensina o experiente piloto aos seus alunos.